Portugues Español Español
Clique para Voltar a Home
Busca:
Facebook Twitter You Tube Intagram
Selecione uma de nossas técnicas

 

  Elementos da comunicação visual

 

  Obras de arte

 
  Datas Comemorativas

         • Festas Juninas
 

  Projetos

 

  Jogos e brincadeiras

 
Manual do educador
Clique para baixar o manual
Clique aqui para baixar o manual
Clique para baixar o manual
Clique aqui para baixar o manual
 
Clique para baixar o manual
Clique aqui para baixar o manual
 
Clique para baixar o manual
Clique aqui para baixar o manual
 
 
Veja mais técnicas
para educadores
 
Educador(a), entre em contato conosco
através do email:educador@acrilex.com.br
Você está em: Home > Educadores > Ediçao 07 > Datas Comemorativas
Voltar
Datas Comemorativas

Origem das Festas Juninas

Existem duas explicações para o termo Festa Junina, a primeira explica que surgiu em função das festividades que ocorrem durante o mês de junho. Outra versão diz que a festa tem origem nos países católicos da Europa e, portanto, as festas seriam em homenagem a São João. No princípio, a festa era chamada de Joanina.

De acordo com historiadores, esta festividade foi trazida para o Brasil pelos portugueses, ainda durante o período colonial (época em que o Brasil foi colonizado e governado por Portugal).

Nesta época, havia uma grande influência de elementos culturais portugueses, chineses, espanhóis e franceses. Da França veio a dança marcada, característica típica das danças nobres e que, no Brasil, influenciou muito as típicas quadrilhas. Já a tradição de soltar fogos de artifício veio da China, região de onde teria surgido a manipulação da pólvora para a fabricação de fogos. Da Península Ibéria teria vindo a dança das fitas, muito comum em Portugal e na Espanha.

Todos estes elementos culturais foram, com o passar do tempo, misturando-se aos aspectos culturais dos brasileiros (indígenas, afro-brasileiros e imigrantes europeus) nas diversas regiões do país, tomando características em cada uma delas.

Festas Juninas no Nordeste

Embora sejam comemoradas nos quatro cantos do Brasil, na região Nordeste, as festas ganham uma grande expressão. O mês de junho é o momento de se fazer homenagem aos três santos católicos: São João, São Pedro e Santo Antonio. Como é uma região onde a seca é um problema grave, os nordestinos aproveitam as festividades para agradecer as chuvas raras na região, que servem para manter a agricultura.

Além de alegrar o povo da região, as festas representam um importante momento econômico, pois muitos turistas visitam cidades nordestinas para acompanhar os festejos. Hotéis, comércios e clubes aumentam os lucros e geram empregos nestas cidades. Embora a maioria dos visitantes seja de brasileiros, é cada vez mais comum encontrarmos turistas europeus, asiáticos e norte-americanos que chegam ao Brasil para acompanhar de perto as festas.

Comidas típicas

As comidas típicas são: pamonha, cural, milho cozido, canjica, cuzcuz, pipoca, bolo de milho, arroz doce, bolo de amendoim, bolo de pinhão, bombocado, broa de fubá, cocada, pé-de-moleque, quentão, vinho quente, batata doce e outros.

Tradições

O mês de junho é marcado pelas fogueiras, fogos de artifício, quadrilhas, balões (cada vez em quantidades menores pelos riscos que incêndio), pelas comidas e bebidas e pelos trajes.

No Nordeste é muito comum grupos caipiras saírem dançando e cantando pelas ruas, parar nas casas onde são recebidos com comidas e bebidas típicas. No Sudeste as quermesses são tradicionais. As festas são realizadas nas escolas, sindicatos e empresas. São montadas barraquinhas com comidas típicas e jogos para animar os visitantes.

As danças caipiras e a quadrilha acontecem durante toda a festa. Como Santo Antonio é considerado o santo casamenteiro, são comuns as simpatias para mulheres solteiras que querem se casar.



Atividades: Confeccionar enfeites para decorar a festa junina com diferentes materiais e técnicas.

Objetivos:

  1. Conhecer a história do início das comemorações das Festas Juninas.
  2. Realizar atividades práticas para comemorar as Festas Juninas, refletindo sobre os costumes do nosso povo, a alegria, as danças, músicas, comidas típicas, etc.


Atividade 01 – Convite para Festas Juninas

Material: Cartolina ou Color Set, Guache Glytter ou Metálico, pincel ou esponja plástica e tesoura.

Modo de fazer:

  1. Recorte um retângulo de cartolina ou papel color set e dobre ao meio.
  2. Corte uma bandeirinha ou qualquer outro motivo junino (balão, fogueira, outros).
  3. Molde - Recorte uma bandeirinha 0,5 cm menor que a bandeirinha do cartão. Corte por dentro no formato que quiser (vaze).
  4. Coloque o molde vazado sobre a bandeirinha e pinte o cartão. Utilize o Guache Metálico ou Glytter. Faça com a técnica das batidinhas, com o pincel ou esponja.
  5. e) Retire o molde e verá o resultado. f) Utilize Tinta Confetti, se quiser dar mais brilho ainda ou Crystal cola.



Atividade 02 – Balão de Festa Junina com origami

Material: Papel sulfite, Tinta Guache Metálica ou Glytter, pincel ou esponja, régua e tesoura.

Modo de fazer:

  1. Pinte o papel sulfite (75 gr) ou cartolina (120 gr) com Guache Glyttter ou Metálico. Utilize mais de uma cor e, com o pincel ou esponja, vá dando batinhas misturando as tintas. Espere secar.
  2. Corte um quadrado do tamanho que achar melhor e faça as dobraduras seguindo os passos.
  3. Utilize os balões para decorar o salão, mesa ou os convites para a festa.



Atividade 03 – Lanterna de casinha de abelha

Material: papel de seda, cartolina, cola, tesoura, linha e molde.

Modo de fazer:

  1. Dobre o papel de seda três vezes para facilitar o trabalho. Risque o molde (círculo vazado). Corte. Sairão 8 papéis de seda vazados cada vez.
  2. Corte 4 vezes, você terá 32 papéis vazados.
  3. Corte duas vezes o mesmo círculo sem vazar (inteiro) em cartolina, papel color set ou papel cartão.
  4. Num dos círculos de cartolina amarre um barbante no centro para poder pendurar a lanterna.
  5. Neste círculo de cartolina que está com o barbante, passe pouquíssima cola branca nas bordas. Coloque o primeiro papel de seda.
  6. Passe cola no papel de seda (círculo interno). Coloque o segundo papel de seda. Agora é a vez de passar a cola no segundo papel de seda (círculo externo).
  7. Vá colando os papéis de seda alternando a colagem até que o último papel de seda seja colado.
  8. Por último cole o segundo círculo de cartolina ou color set.
  9. Abra para secar. Depois de 15 minutos, sua lanterna estará pronta para decorar a Festa Junina.





Atividade 04 – Balão pião de casinha de abelha

Material: papel de seda, cartolina, cola, tesoura, linha, prego, martelo e molde.

Modo de fazer:

  1. Dobre o papel de seda três vezes para facilitar o trabalho. Risque o molde (Meio balão). Corte. Sairão 8 papéis de seda cada vez.
  2. Corte 7 ou 8 vezes, você terá aproximadamente 60 papéis de seda. Deixe-os em montinhos de 8 em 8.
  3. Dobre cada montinho três vezes conforme mostra a foto, ao meio, ao meio e ao meio novamente.
  4. Separe todos os papéis de seda.
  5. Corte duas vezes o mesmo molde em cartolina ou color set.
  6. Colagem
    • Passe pouquíssima cola nas bordas da cartolina ou color set e cole o primeiro papel de seda.
    • Passe pouquíssima cola nos vincos ímpares e cole o segundo papel de seda.
    • Passe pouquíssima cola nos vincos pares e cole o terceiro papel de seda.
    • Proceda dessa forma até que todos os papéis de seda estejam colados.
    • Por último cole a segunda cartolina ou color set.
    • Abra para secar por 15 minutos.
    • Feche e faça dois furos, um em cima, outro embaixo. Passe uma linha de bordar e amarre dando folga de 1 cm.
    • Na parte superior amarre um barbante para pendurar o balão.
    • Para manter o balão aberto utilize clips.





Fonte: “Comemorando e Aprendendo”, vol I, II, III e IV – Ivete Raffa – Ed. Giracor

Conteúdos trabalhados:

  • Datas Comemorativas
  • História das Festas Juninas
  • Valores, costumes, comidas, trajes e danças típicas.
  • Linhas, formas, cores, sobreposição, composição, proporção, textura, harmonia e volume.


Técnicas trabalhadas:

  • Pintura com molde vazado (Atividade 01)
  • Pintura chapiscada e dobradura (Atividade 01 e 02)
  • Casinha de abelha (circular) - (Atividade 03)
  • Casinha de abelha com dobras (Atividade 04)

Possibilidades de trabalho:

  • Pergunte aos seus alunos o que eles sabem sobre as Festas Juninas. Se já participaram de alguma e como foi essa participação.
  • Fale sobre as Festas Juninas e sua história
  • São Pedro, São João e Santo Antonio (qual a característica da comemoração de cada um deles).
  • Comente com eles sobre as comidas típicas dessa época, as tradições, os trajes, as danças, a quadrilha, as brincadeiras, quermesses, enfim, fale sobre todos os itens que fazem com as Festas Juninas continuem sendo comemoradas com tanto entusiasmo.
  • Mostre obras de Alfredo Volpi ou Heitor dos Prazeres que mostram a alegria das Festas Juninas.
  • A partir de todo o estudo sobre o tema, os alunos estarão prontos para confeccionar convites e enfeites para decorar o tão esperado dia.

Observação: Para saber sobre as demais Datas Comemorativas consulte os livros “Comemorando e Aprendendo” I, II, III e IV de Ivete Raffa – Editora Giracor.

Dicas:

  1. Tudo que é feito com Guache, Guache Metálico ou Guache Glytter pode manchar se entrar em contato com água, portanto ao término do trabalho, para maior duração, aplique verniz spray.
  2. Caso o bico da cola esteja entupido, tire o bico, coloque um clip de dentro para fora para tirar o que está obstruindo a saída da cola e retorne o bico ao tubo.
  3. Para fazer a casinha de abelha, aplique o mínimo de cola que conseguir.
  4. Para que a casinha de abelha fique perfeita, vinque muito bem e passe a cola sem chegar às extremidades 0,5 cm de cada lado.

Ivete Raffa
Arte educadora e pedagoga
www.iveteraffa.com.br