Portugues Inglês Español
Clique para Voltar a Home
Busca:
Facebook Twitter You Tube Orkut
Selecione uma de nossas técnicas

 

  O ensino da arte na escola

 

  Obras de Arte

 
  Datas Comemorativas

         • Carnaval
 

  Projetos

 

  Jogos e brincadeiras

 
Manual do educador
Clique para baixar o manual
Clique aqui para baixar o manual
Clique para baixar o manual
Clique aqui para baixar o manual
 
Clique para baixar o manual
Clique aqui para baixar o manual
 
Clique para baixar o manual
Clique aqui para baixar o manual
 
 
Veja mais técnicas
para educadores
 
Educador(a), entre em contato conosco
através do email:educador@acrilex.com.br
Você está em: Home > Educadores > Edição 04 > Obras de Arte
Voltar
Obras de Arte

Van Gogh é considerado um dos principais representantes da pintura mundial. Nasceu na Holanda em 1853. Teve uma irmã e um irmão chamado Theo. Com este irmão, estabeleceu uma forte relação de amizade. Através das cartas que trocou com o irmão, os pesquisadores conseguiram resgatar muitos aspectos da vida e do trabalho do pintor.

Começou a atuar profissionalmente ainda jovem, por volta dos 15 anos de idade. Trabalhou para um comerciante de arte da cidade de Haia. Com quase vinte anos, foi morar em Londres e depois em Paris, graças ao reconhecimento que teve. Porém, o interesse pelos assuntos religiosos acabou desviando sua atenção e resolveu estudar Teologia, na cidade de Amsterdã.  Mesmo sem terminar o curso, passou a atuar como pastor na Bélgica, por apenas seis meses. Impressionado com a vida e o trabalho dos pobres mineiros da cidade, elaborou vários desenhos à lápis.

Resolveu retornar para a cidade de Haia, em 1880, e passou a dedicar um tempo maior à pintura. Após receber uma significativa influência da Escola de Haia, começou a elaborar uma série de trabalhos, utilizando técnicas de jogos de luzes. Neste período, suas telas retratavam a vida cotidiana dos camponeses e os trabalhadores na zona rural da Holanda.

O ano de 1886, foi de extrema importância em sua carreira. Foi  morar em Paris, com seu irmão. Conheceu, na nova cidade, importantes pintores da época como, por exemplo, Emile Bernard, Toulouse-Lautrec, Paul Gauguin e Edgar Degas, representantes do impressionismo.  Recebeu uma grande influência destes mestres do impressionismo, como podemos perceber em várias de suas telas

Dois anos após ter chegado à França, parte para a cidade de Arles, ao sul do país. Uma região rica em paisagens rurais, com um cenário bucólico. Foi neste contexto que pintou várias obras com girassóis.  Em Arles, fez único quadro que conseguiu vender durante toda sua vida : A Vinha Encarnada.

Convidou Gauguin para morar com ele no sul da França. Este foi o único que aceitou sua idéia de fundar um centro artístico naquela região. No início, a relação entre os dois era tranqüila, porém com o tempo, os desentendimentos foram aumentando e, quando Gauguin retornou para Paris, Vincent entrou em depressão.  Em várias ocasiões teve ataques de violência e seu comportamento ficou muito agressivo. Foi neste período que chegou a cortar sua orelha. 

Seu estado psicológico chegou a refletir em suas obras. Deixou a técnica do pontilhado e passou a pintar com rápidas e pequenas pinceladas. No ano de 1889, sua doença ficou mais grave e teve que ser internado numa clínica psiquiátrica. Nesta clínica, dentro de um mosteiro, havia um belo jardim que passou a ser sua fonte de inspiração. As pinceladas foram deixadas de lado e as curvas em espiral começaram a aparecer em suas telas

No mês de maio, deixou a clínica e voltou a morar em Paris, próximo de seu irmão e do doutor Paul Gachet, que iria lhe tratar. Este doutor foi retratado num de seus trabalhos: Retrato do Doutor Gachet. Porém a situação depressiva não regrediu. No dia 27 de julho de 1890, atirou em seu próprio peito. Foi levado para um hospital, mas não resistiu, morreu três dias depois.

Principais obras de Van Gogh : Os comedores de batatas, A italiana, A vinha encarnada, A casa amarela, Auto-retratos, Retrato do Dr. Gachet, Girassóis, Vista de Arles com Lírios,  Noite Estrelada, O velho moinho, Oliveiras entre outros.





Atividade: Representação de algumas obras de Vincent van Gogh com diferentes materiais.

Objetivos:

a) Conhecer a vida e as obras de Vincent van Gogh, as características da sua pintura, as cores utilizadas, as paisagens, as flores,e tc.
b) Escolher uma obra da artista, fazer a leitura formal e interpretativa.
c) Apropriar-se da obra e criar obras inéditas, com diferentes materiais e técnicas, partindo dela.

Atividade 01 – “Árvores” (desenho com giz de cera triangular)

Material: papel branco, gramatura 120 a 180, giz de cera triangular e Crystal cola

Modo de fazer:

a) Fazer um desenho sobre o papel branco gramatura 120 a 180.
b) Pintar com giz de cera triangular com a técnica impressionista (risquinhos, manchas, borrões). Com a ponta do giz vá fazendo risquinhos sobre o papel ou borrões para ir formando o desenho.
c) Se quiser, depois de pronto o trabalho, fazer relevos com Crystal cola.



Observação: Os trabalhos acima foram feitos pelas professoras da Rede Municipal de Paraguaçú Paulista em curso de capacitação em Novembro de 2009.


Atividade 02 – “Árvores” (Textura criativa)

Material: tela para pintura, Tinta Acrylic colors (várias cores), Kit de textura criativa, Crystal cola (várias cores), espátula, pratinho plástico, palito de sorvetes e pincel.

Modo de fazer:

a) Pinte a tela com Tinta Acrylic colors (fundo), utilize as cores que mais se adequarem à sua paisagem. Coloque a tinta no pincel e molhe um pouquinho (pintura aguada).
b) Coloque Textura criativa sobre um pratinho plástico e misture com a Tinta Acrílica até obter a cor desejada, por exemplo, para o tronco da árvore utilizamos marrom, portanto, coloque a textura amarela no pratinho e adicione um pouco de Tintas Acrílica vermelha e um pouquinho de preto. Misture até ficar na cor desejada.
c) Aplique sobre a tela com a espátula ou palito de sorvete. Para fazer o tronco.
d) Proceda da mesma forma com a copa da árvore em tons de verde.
e) Faça o chão, sol, enfim, todos os elementos da obra e, para finalizar, faça relevos com a Crystal cola.




Atividade 03 – “Noite estrelada” (Obra em continuidade)

Material: tela para pintura, Tinta Acrylic colors, Xerox colorido da obra “Noite estrelada” de Van Gogh, cola bastão Acrilex, Crystal cola e pincel.

Modo de fazer:

a) Cole a obra sobre a tela num canto, no meio, parte superior, inferior, onde achar melhor. Utilize a Cola bastão Acrilex.
b) Pinte o restante da tela dando continuidade à obra. Para isso utilize a Tinta Acrylic colors.
c) Depois de pronta a sua obra, faça texturas, relevos com a Crystal cola.



Conteúdos trabalhados:

- Leitura formal, interpretativa, releitura, vida e obras de Van Gogh.
- Linhas, formas, paralelas, perpendiculares, sobreposição, volume, texturas, bi e tridimensão, composição, proporção, harmonia e planos.

Técnicas trabalhadas:

- Pintura impressionista com giz de cera – Atividade 01
- Pintura aguada e Pintura com espátula – Atividade 02
- Colagem e Pintura em continuidade com relevo – Atividade 03

Possibilidades de trabalho:

- Inicialmente apresente aos alunos as obras de Vincen van Gogh, escolha uma delas (sugestão – “Árvores” ou “Noite estrelada”).
- Escolhida a obra, façam a leitura formal (linhas, formas, planos, cores, formas, etc).
- No segundo momento faça a leitura interpretativa da obra (O que vejo na obra?, O que está representando, o que me lembra? Qual a mensagem traz a obra, etc).
- Fale sobre o artista Vincent van Gogh, seu estilo, as cores usadas nas obras, o tipo de pintura, os girassóis, as árvores, os campos que tanto foram retratados por ele. Converse sobre as técnicas utilizadas por ele e como a pintura de Van Gogh foi se modificando do início de sua carreira até o final dela.
- Fale com as crianças sobre o Impressionismo, o que acontecia no Brasil e no mundo na época e o que isso influenciou Van Gogh.
- Inspirado na obra escolhida, faça o seu desenho e pinte conforme as sugestões acima ou crie outras possibilidades.
- Faça uma roda de conversa onde cada criança mostrará sua criação e contará o que aprendeu com o desenvolvimento da atividade, como foi o processo de criação, quais os novos conteúdos aprendidos e quais os relembrados.
   
Dicas:

1. Para trabalhar com a Textura criativa, é importante utilizar a espátula ou palitos de sorvete. Terminando de usar é necessário limpar a espátula para que possa ser utilizada posteriormente.
2. Para se obter outras cores na textura criativa utilize um pratinho e misture com palito de sorvetes.
3. As sobras de Textura criativa devem ser guardadas em potinhos fechados.
4. Lave os pincéis, seque e guarde para utilizá-lo na próxima atividade.
5. Mexa bem as tintas antes de abrir (chacoalhe).
6. Depois de utilizar as tintas, limpe os bicos ou as bordas e tampe bem.

Observação: Para saber mais leia os livros “Comemorando e Aprendendo” I, II, III ou IV de autoria de Ivete Raffa – Editora Giracor.

Ivete Raffa
Arte educadora e pedagoga